PES do Agrupamento Escolas Básicas Forte da Casa


Diferente, não Indiferente! by António Quaresma

Porque fazer/ser diferente é simultaneamente, um mérito e uma dificuldade, divulgo o seguinte Encontro!

Grupo Diferentes Não (In)Diferentes tem o prazer de os(as) convidar a participar no Encontro “Comunicar na Diferença” ,que irá decorrer no dia 6 de Julho nas instalações da Cercipóvoa, Póvoa de Santa Iria.

A inscrição no Encontro é absolutamente gratuita mas sujeita a confirmação prévia

Comunicar na diferença

António Quaresma



Trazer o Agrupamento à Escola – 3ºAno 2012/2013 by António Quaresma

Realizou-se no passado dia 12 de Março mais um dia “Trazer o Agrupamento à Escola“. Desta vez os 3º anos (A, B, C, D, E e F) participaram no Torneio do Mata e no Concurso de Claques

Estão de Parabéns os colegas Professores Titulares de Turma e respetiva Coordenação, pela colaboração na preparação e dinamização da atividade. Estendo os Parabéns ao Grupo de EF e aos colaboradores – alunas do 8º2: Ana, Catarina, Elisabete, Maria, Mariana, Sílvia e Susana, como Júri e árbitros  :-) 

Desta vez a competitividade foi tanta que o primeiro lugar teve de ser desempatado pela diferença de pontos, entre 3 equipas!! Parabéns a todos!

resultados mata

Na competição de Claques a equipa mais aventureira foi o 3ºD!

É sempre uma grande satisfação “Trazer o Agrupamento à escola“ …

Deixo algumas Fotografias do Evento …

Este slideshow necessita de JavaScript.

António Quaresma



A importância de ser homem (no Dia Internacional da Mulher) by António Quaresma
Março 8, 2013, 20:16
Filed under: Educação Sexual, Saúde Mental, Uncategorized | Etiquetas:

Correndo o risco de ser mal interpretado, mas não resistindo à necessidade (tentação) do contraditório, vou argumentar a minha posição.

Primeiro, os valores históricos que levaram à instituição deste Dia não devem ser esquecidos (e não estão em causa);

Segundo, a necessidade de instituir quotas para garantir “igualdade” é uma medida muito contraditória;

Terceiro, a utilização de médias para discutir igualdades entre grupos (sem considerar mais nada) é uma ideia interessante, mas pouco reveladora por si só;

Quarto, só quem não esta rodeado diariamente por mulheres (ou que vive exclusivamente em Marte, por exemplo) é que pode se dar ao luxo de pensar que Elas são menos importantes do que Eles;

Quinto, é melhor aceitar as diferenças do que tentar iguala-las;

Sexto, Se chegar ao mesmo tempo que uma senhora a uma porta fechada, não arrisque … o cavalheirismo não tem igualdade 🙂

(…)

n-ésimo, Parabéns pelos outros 365 dias do Ano;

António Quaresma



Agora que estamos a “fechar a loja” PIPT – Projeto Prevenir@Xira … by António Quaresma

… vamos fazendo umas coisinhas giras para animar (alguma) a malta! Bem, na verdade são cerca de 6 anos a “articular” (uma palavra que as parceiras deste projeto gostam muito de usar) … Muito jovem e adolescente ouvido, acarinhado, e por vezes … também abraçado …  

Se fez a diferença!? Conheço alguns (para não dizer muitos) a quem fez … o produto! Ainda agora acabámos as reuniões de avaliação e em cada um dos miúdos “tocados” por esta oportunidade conseguimos ver mais qualquer coisa … Como Professor, DT e Pessoa só posso registar, com muita tristeza, que na Educação em Portugal (sim, Prevenção é Educação) se continua a valorizar as coisas mais espatafurdias (agora diz-se “fundamentais” ou “nuclear” ou “acabar com a dispersão” !!??) em vez de ajudar quem realmente precisa, porque nunca teve (nem nunca vai ter) a minima hipótese … e o ciclo vai mesmo continuar aqui pelo Forte da Casa

Mas nem tudo foram Rosas … 6 anos a aturar um vocabulário muito específico, uns relatórios muito estranhos, umas propostas de atividades muito rebuscadas … foi preciso muita paciência para gerir estas coisas muito peculiares … e quando os Professores que articulam com as Psicólogas deixam finalmente de ser tão “Professores” e as Psicólogas deixam de ser tão “Psicólogas”, e a coisa começa a rolar … pimba, afinal o vosso trabalho espetacular, indispensavel e “super” importante … vai ser suspenso!

…Pois!… Também o que são 6 anos (para além dos inúmeros cabelos brancos)!? Exato! Vamos mas é …

… animar a malta!! … vamos ao AntiBurnout 2

Caras Colegas do Projeto Prevenir@xira e restantes parceiros

Conforme combinado na 1º atividade anti-burnout realizada no passado dia 15 de Abril (quem não sabe do que estou a falar é porque se “baldou”), a Escola Básica de Padre José Rota vem por este meio convidar-vos e aos restantes parceiros, a participar numa caminhada a realizar na SubSerra no próximo dia 24 de Junho.

 

Não é uma atividade profissional, como tal não haverá nem seguros, nem toalhas, nem outro tipo de miminhos! Arranja-se uma garrafa de água e empresta-se um Pedómetro xpto (é dos bons) para ajudar a analisar a performance de cada um (número de passos, energia utilizada, distância percorrida, …)

 

São objetivos desta  caminhada de cerca de 7km (em terra batida e/ou em cascalho), sobreviver à subida, tirar muitas fotografias de uma paisagem privilegiada do nosso concelho (a 360 graus), sobreviver à descida e (se as dores musculares permitirem) almoçar na paz da Quinta da Sub-Serra.

 

É uma caminhada de nível médio de dificuldade (ou seja, qualquer pessoa consegue desde que leve uma garrafa de oxigenio – brincadeira de Prof de EF) em que é aconselhado utilizar calçado confortavel para andar (meias de algodão é também uma excelente ideia), chapéu, protetor solar, máquina fotográfica e muita vontade de respirar ar realmente puro, desfrutando de uma paisagem impar!

 

Concentração às 10h00 no parque de estacionamento da quinta, com hora prevista de retorno (chegada) às 12h30.

 

Para terem ideia do amadorismo profissional desta organização anexo a carta topografica da zona (o passeio é entre as linhas vermelhas … é só para assustar eheheh).

 

Contamos com todos vós que têm ajudado a dinamizar esta ideia de cooperação interdisciplinar para ajudar os miudos. 

 

Só faz sentido se aparecerem!

Confirmem para o PIPT (elas têm mais tempo do que eu) … até porque convém saber quantos é que vão subir … com sorte conseguirão todos descer!!

António Quaresma



Percursos Curriculares Alternativos – Um Fim ou Por Fim!? by António Quaresma

Chega hoje ao fim um projeto único nesta escola, na qual tive o privilegio de embarcar. Foi um percurso muito agitado, cheio de incertezas e de problemas (nem poderia ser de outra forma) mas conseguimos trazer o “barco” até uma das margens – o final do 2º ciclo. Muitas perguntas ficam por responder nesta fase. Os míudos não têm culpa da conjuntura e muio menos, de toda a conjuntura que a vida deles sempre teve! Nós por cá, por fim que terminámosmas não estamos no fim! E para ilustrar esse facto deixo-vos estes fotografias da turma PCA a plantar uma árvore e a contribuir para a limpeza da escolanão, não foi castigo! Sim, foi por convite da nossa estimada colega Professora Leonor Colaço a quem deixo um agradecimento especial pela forma impar, de como continua a ver a Escola!

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Esperemos que este fim também traga novos principios … estes miudos precisam especialmente daquilo que esta Escola lhes pode dar!

Infelizmente, muitos outros também precisam e não têm alternativas!!

António Quaresma



Anorexia Nervosa – Carta de um Pai by António Quaresma
Junho 5, 2012, 01:14
Filed under: Cidadania, Saúde Mental | Etiquetas: ,

Há cerca de 2 meses e meio, pulbiquei aqui uma carta da Sara!

Agora deixo esta de um Pai (uma família) desesperado(a) … e não consigo fazer mais comentários!!

A nossa princesa, a nossa filhota Cátia, foi no dia 29 de Maio, terça feira, internada na Unidade de Adolescentes do Hospital D. Estufania através do serviço de urgências. Nas análizes que realizou, antes do internamento, foi-lhe detectado um indice elevado de desidratação, falta de vitamina B12, falta de Ferro, Falta de Fósforo e uma Neurapatia na perna direita devido há falta de nutrientes que levou a um atrofiamento nos musculos da ligação da perna ao pé. Foi-lhe ainda detectada uma baixa frequência cardíaca no ECG que realizou ontem de manhã, e a tensão baixa. A Cátia tem actualmente 1,57mts e pesava no dia do internamento 37,600Kgs.
Quem ler estas primeiras linhas e não souber o que se passa, poderá pensar que a Cátia padece de uma virose ou de uma bactéria. A nossa princesa não tem nenhuma doença viral ou bacteriana, a nossa princesa tem uma Anorexia Nervosa, sim, por incrivel que pareça a menina que vocês vêm na foto de há um ano, em que tinha 1,56mts e pesava 50 Kgs, achava-se gorda e com barriga. A Cátia está a ser acompanhada há dois meses por uma pedopsiquiatra e por uma nutricionista, a quem agradeço a ajuda que têm dado. Nestes dois meses foi-nos dito para não a contrariar-mos ás horas das refeições. Durante estes dois meses colocá-mos no prato a dieta passada pela nutricionista. A Cátia poderia comer o que quise-se e o restante ia direto para o lixo. Nestes dois meses a cátia perdeu 10 Kgs e foi internada. As duas ou três vezes que tentá-mos que ela se alimentá-se um pouco melhor acabaram em autênticas guerras á mesa em que vía-mos a nossa filha completamente transformada, chegando mesmo a agredir-se, por ter sido obrigada a comer.
O tratamento em casa tem como principal receita o amor dos pais e a força de vontade do paciente em se querer tratar, o amor dos pais nunca faltou, nem da família mais próxima da Cátia, mas como se explica a uma criança de 12 anos que a imagem que ela vê no espelho, que a imagem que ela vê na foto de há um ano é perfeita, se ela com os seus próprios olhos vê uma imagem distorcida da realidade, vê uma barriga que não existe? A única solução foi o internamento.
O tratamento em internamento é um tratamento de choque. Vão ser estabelecidas metas de aumento de peso e há medida que estas forem sendo atingidas vão-lhe ser dadas regalias. O internamento poderá durar entre 1 a 2 meses, se tudo correr bem. Por agora podê-mos telefonar 2 vezes por dia e não pode-mos falar com a nossa filha. A Cátia está em isolamento sem contacto com o mundo exterior, despedímo-nos dela na quarta feira ás 19.00H e aguarda-mos que nos digam quando a podere-mos visitar ou então, pelo menos, falar com ela. Ainda ontem fui entregar uma mala com roupa e estive a 10 mts do quarto dela, fui obrigado a sair para a rua para que ela não me pudesse ver.
A informação que nos têm dado nos telofonemas é a de que até agora, a Cátia está a fazer um esforço para aceitar a alimentação, que se tem alimentado bem a todas as refeições e que aceitação do tratamento está a ser positivo. Na conversa de ontem com a Médica, foi-me informado que as análises estão estáveis e que continua a receber soro para se idratar, o seu coração ainda estar a bater fraquinho e foi a Santa Marta colocar um aparelho de monitorização de movimentos e batimentos cardíacos. Hoje ao meio dia voltará a Santa Marta para retirar o aparelho e analizar os resultados. Estes primeiros 7 dias serão fundamentais para estabilizar o organismo da Cátia.
Para muitos de vocês, mesmo os amigos mais chegados, esta situação poderá supreender, não são muitos os que sabem da gravidade da situação.
O que me leva a partilhar neste momento o drama familiar que atravessa-mos, numa rede social, é o querer chamar a atenção para uma doença que me parece ser pouco divulgada em Portugal, que parece ser tabu e é tratada como se não existisse. É também neste momento o pouco que posso fazer, gostava que o nosso exemplo fosse divulgado e que ajudasse outras famílias que estejam a passar pelo mesmo. Quando ouvimos falar em Anorexia pensa-mos que isto é uma mania dos adolescentes, que depois passa, mas esta doença tem uma taxa de mortalidade que ronda os 10%. A comunicação social não fala soubre a Anorexia, programas como os Morangos com Açucar, campanhas publicitárias que mostram corpos danone onde tudo o que nos chega em casa é apenas uma imagem de uma sociedade falsa. São modelos de jovens que apenas existem na televisão e que não representam a realidade da sociedade em que vivemos.
A Cátia, nos ultimos meses, dizia que gostava de ter o corpo das atrizes dos Morangos com Açucar, que queria ter o corpo da Diana Chaves, mas ela, quando começou o problema tinha um corpo são, tinha o peso ideal para a idade e estatura, ela não tinha uma grama a mais de gordura e sempre comeu de tudo. O que correu mal não sabemos, mas se tivésse-mos mais informação acerca deste problema podería-mos ter dado pelos sinais mais cedo. Não quer dizer que no final o resultado não seria o internamento, pois na maioria dos casos é a única solução, mas concerteza estaría-mos mais sensibilizados para o problema e o impacto familiar talvês não fosse tão grande.
Hoje é dia 1 de Junho, dia da criança. Tenho comigo o meu filhote mais novo, o Ruben, ao qual vou tentar proporcionar um dia maravilhoso. Ele pergunta-nos pela mana e nós dizemos que ela está no S. Doutor e que tem um dóidói que tem que ser tratado. Não vamos poder cumprir a tradição familiar das prendas que lhes da-mos todos os anos, tenho três embrulhos para o Ruben um deles da parte da mana, vamos lhe dar dois, um meu e outro da mãe, o da Cátia será ela a entregar quando regressar a casa. As nossas prendas do dia da criança, para a Cátia, não sei quando as poderemos dar, espero e acredito que seja muito brevemente.
Dia 15 de Junho faço 40 anos, a única prenda que peço é poder-mos estar os quatro em família. Em casa sei que vai ser pouco provável, mas acredito do fundo do coração que nesse dia estaremos com ela.
A todos vós peço que divulguem que a Anorexia existe e é muito perigosa, que nas vossas conversas com amigos ou conhecidos possam agora dizer que conhecem um caso e contá-lo da maneira que se passou. Eu em 40 anos, naquelas conversas que surgem em que alguêm diz, “conheço uma pessoa que também……….”, ou, “tenho um amigo meu que também…….”, nunca ningûem me disse que conhecia alguêm que tivesse lidádo com a Anorexia. Falem do nosso caso e divulguem-no. A Anorexia é real, existe e pode destruir uma família. A família tem que estar unida e junta com amor tem que derrotar a doença. Não é fácil e todos os dias vertemos lágrimas, mal conseguimos dormir pois fálta-nos a nossa filhota em casa. O nosso amor tem que ser forte, e eu sei que é, amo muito a minha mulher, e o amor que temos pelos nosso filhos vai nos ajudar a vencer esta batalha. 
A Cátia é uma menima forte, com uma personalidade muito vincada. Ela vai vencer esta doença e brevemente estará de volta a casa, junto da sua família que é o lugar aonde pertence.
Aos que acreditam em Deus peço que se juntem a nós e nas vossas orações peçam a Deus que ajude a Cátia e que Ele lhe dê as forças necessárias. Aos os que não acreditam peço que de alguma maneira canalizem um pensamento positivo para uma rápida melhoria da Cátia.
A todos os que nos têm apoiado neste momento dificil o meu obrigado, não irei personalizar para além da minha família, mas sei que eles sabem que a eles me refiro.
Prometo que sempre que tenha novidades as virei aqui publicar, acredita-mos que a evolução da Cátia vai ser positiva e que as suas melhoras vão ser rápidas. Acredita-mos na equipa que a está a acompanhar e sei que tudo farão para que a Cátia volte para a sua família rapidamente.

António Quaresma



Feliz Dia Mundial da Criança 2012 :-) by António Quaresma
Junho 1, 2012, 00:00
Filed under: Dias Temáticos, Saúde Mental | Etiquetas:

Para aqueles que ainda são crianças, que já foram crianças e/ou que gostariam de voltar a ser crianças, deixo este video. Feliz Dia Mundial da Criança!! 

 

António Quaresma