PES do Agrupamento Escolas Básicas Forte da Casa


O Sucesso aparece … by António Quaresma

… quando se trabalha muito!!

Como gostaria de acreditar nisto! Os meus alunos então, nem se fala … perseverança, empenho e atitude não garante o sucesso (não por si só), nem deve (desculpem meninos, mas preciso de produto para além do processo … a potencialidade não me chega para nada)! E o sucesso é tão importante!

(Desculpem a diferença de estilo, mas hoje parece-me que será tudo na primeira pessoa!) Por inerência de funções, trabalho com o PIPT, nesta mesma escola, há já 6 anos … e tem sido uma experiência cheia de sucessos! Inúmeros jovens (anónimos) no limiar do abandono, do consumo, do sofrimento (e muitas outras maleitas que fustigam a juventude de hoje em dia … curiosamente cada vez mais sozinha) e o PIPT, com o apoio de muitos DT´s e outros (digo, “pais/avós/manos/familia cá na escola”) tem estado sempre na LUTA … não tem sido inglória!   Muitas histórias (mais uma vez anónimas) de (pequenos) sucessos que tem mantido estes “miudos” no caminho “certo”ou pelo menos fora do caminho “errado”! É uma equipa rija!! Com muita vontade, muitas ideias, muito trabalhadora e também com muito sucesso … agora falta o reconhecimento e o apoio financeiro para manter e fazer evoluir todo este trabalho. Responsáveis deste País: Cortem no que não interessa, mas ajudem quem contribui para o melhor do Futuro deste País! Estás por aí, IDT!?  Põe os olhos nisto!!!! Um grupo de jovens a preparar um (mais um) Teatro Fórum, desta vez para assinalar o Dia Mundial da Não Violência.

Este grupo (crescente) de jovens mediadores trabalha muito, com muita alegria e muito empenho, para ser melhor e levar o que temos de melhor aos outros … não o conseguiriamos sem a equipa do PIPT! OBRIGADO!!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mas o que sei Eu!? Sou apenas um Professor (com muito orgulho … e não é apenas uma identidade profissional) com uma função … mas tenho os Olhos bem ABERTOS!!

António Quaresma

Anúncios


Dia Mundial não Violência 2012 – APAV by António Quaresma

A APAV, tem mostrado  uma dinâmica diferenciada, com uma divulgação muito virada para as “novas” tecnologias de informação e comunicação lançou agora a campanha “Corta com a Violência: quem não te respeita não te merece”. “O objectivo desta campanha é sensibilizar, em particular os mais jovens, para algumas formas de violência que têm lugar no contexto escola, designadamente o bullying, a violência sexual e a violência no namoro, através de uma abordagem preventiva e simples que não se limita a evidenciar factos mas que é promotora de uma atitude: quem não me respeita não me merece.” Muito mais aqui.

Comentário: Dizer que estas formas de violência têm lugar no contexto escola é reduzir (muito) a dimensão de um problema social, que não começa (nem termina) na escola!!

António Quaresma



Orientações da DGS relativas aos Programa Nacional para a Diabetes e Programa Nacional de Saúde Escolar by António Quaresma
Janeiro 25, 2012, 02:17
Filed under: Avisos, Cidadania, Educação Para a Saúde, Parcerias

Divulgamos as Orientações da DGS relativas aos Programa Nacional para a Diabetes e Programa Nacional de Saúde Escolar, provenientes da Dra. Teresa Galhardo, Delegada de Saúde Adjunta do ACES de Vila Franca de Xira, Unidade de Saúde Pública.

§  n.º 03/2012 de 18.01.2012 relativa ao Programa Nacional para a Diabetes e Programa Nacional de Saúde Escolar (aqui); Da qual saliento:

“As crianças e jovens com Diabetes tipo1 adquirem progressivamente autonomia na gestão da diabetes e não têm qualquer impedimento à participação em todas as atividades escolares, nomeadamente de atividade física, devendo ter uma integração completa na vida normal da Escola, sem qualquer discriminação.

Os encarregados de educação deverão notificar a Escola do diagnóstico de Diabetes tipo 1 do seu educando. A Escola deverá solicitar a intervenção do interlocutor da Saúde da sua área. O Diretor Executivo do Agrupamento de Centros de Saúde ou Presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde tem a responsabilidade de assegurar as condições à equipa de saúde escolar para que seja elaborado o plano de saúde individual da criança ou jovem com diabetes.

O plano deve ter a participação dos encarregados de educação, professores ou educadores e profissionais de saúde dos cuidados de saúde primários, podendo envolver profissionais hospitalares com formação na área da diabetes. Deve contemplar:

 Formação específica dos docentes e auxiliares sobre as competências adequadas ao seu acompanhamento (injeção de insulina, determinação da glicemia);

 Reconhecimento e tratamento das hipoglicemias;

 Definição do sistema de alerta em situações de emergência. “

§  n.º 02/2012 de 18.01.2012 relativa ao Programa Nacional de Saúde Escolar: administração de medicamentos a alunos nos estabelecimentos de educação e ensino (aqui). Da qual destaco:

“Não existindo em Portugal legislação sobre a administração de medicamentos em contexto escolar, mas sendo uma prática comum, entende-se que:

 Caso o aluno tenha necessidade imprescindível de tomar medicamentos durante o horário de frequência no estabelecimento de educação e ensino, os pais/encarregados de educação deverão comunicar ao educador ou ao diretor de turma, por escrito (através da caderneta do aluno ou de declaração assinada pelo encarregado de educação), a dosagem e o horário de administração dos mesmos, bem como qualquer outra informação que entendam pertinente.

 O estabelecimento de educação e ensino deve solicitar o apoio da equipa de saúde escolar (do agrupamento de centros de saúde da sua área) sempre que existam dúvidas, ou haja necessidade de apoio por parte de um profissional de saúde. 

Considera-se, ainda, que um dos procedimentos a adotar pelo estabelecimento de educação e ensino deverá ser a solicitação aos pais/encarregados de educação de autorização para a administração de medicamentos em situações agudas que possam ocorrer em contexto escolar …”

António Quaresma



Dia Mundial Não Violência 2012 – Teatro Forum by António Quaresma

Será já na quarta-feira (dia 25) que alunos das escolas a sul do concelho, se reunirão e discutirão este tema, cada vez mais importante, no contexto escolar!

Deixo-vos o poster do evento elaborado pelo GGIRP, da Autarquia.

António Quaresma



Dia Mundial Não Violência 2012 – contributos PCA by António Quaresma

Para comemorar o Dia Mundial da Não Violência, a turma PCA (6º6) pesquisou , analisou e discutiu alguns temas associadas à violênciaindisciplina, violência no namoro, bullying, violência doméstica, cyberbullying e homofobia. Apresento agora partes dos trabalhos elaborados pelos alunos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

António Quaresma



Dia Mundial da não Violência 2012 by António Quaresma

No âmbito das atividades comemorativas do Dia Mundial da não Violência, o PIPT através do Grupo da Rede de Jovens Mediadores para a prevenção e em parceria com as Escolas da zona Sul do concelho, irá organizar um teatro fórum no Centro Cultural e Social do Bom-Sucesso, no dia 25 de Janeiro, das 15h00 às 16h30, tendo em vista a interação dos jovens em comunidade escolar. Participarão nesta atividade, grupos de alunos representantes das Escolas: Aristides de Sousa Mendes (Póvoa), Martinho Vaz de Castelo Branco (Póvoa), Pedro Jaques de Magalhães (Alverca), Básica Integrada do Bom-Sucesso e Básica de Padre José Rota (Forte da Casa).

Ana Borralho



Deixem as crianças brincar … by António Quaresma

Numa altura em que chavões como conteúdos essenciais são usados, em detrimento de desenvolvimento de competências essenciais (talvez um  chavão também), surgem algumas vozes a dizer: “deixem as crianças brincar que elas obterão melhores resultados escolares” (aqui, Revista TIME).  Baseado na investigação, devidamente publicada em revistas da especialidade e após escrutínio de peer-review, investigações como a citada no artigo, acrescentam algo que há muito os pais e/ou educadores sentem (em contra-ciclo, com as as suas próprias vivências de juventude) … as crianças brincam cada vez menos no exterior, cada vez mais sozinhas e as unicas atividades que fazem são normalmente orientadas por adultos (aqui, Revista Time). Dá que pensar, não dá!? Ao fim de milhares de anos de evolução, o ser humano destes últimos 50 anos, praticamente deixou de se mexerserá este o caminho? Haverá equilibrio neste comportamento!?

António Quaresma